Circulação de cédulas falsas preocupa comerciantes do município de Altos

Autor: Luis Silva

Publicada em


Os comerciantes da cidade de Altos, a 40 km de Teresina, estão preocupados com a circulação de cédulas falsas pela cidade. Com a chegada das festas de final de ano, o fluxo de pessoas, especialmente de outras cidades, aumenta consideravelmente e os comerciantes tornam alvo fácil dos estelionatários.

Somente neste mês de dezembro, duas pessoas relataram à reportagem do Portal Altos que foram vítimas desta prática delituosa.

De acordo com proprietária de uma loja de confecções que funciona no centro da cidade, em duas oportunidades ela foi vítima dos estelionatários. “Eles aproveitam o dia de feira, quando a loja está movimentada. O pior é que eles já inventaram um papel diferente, pois nem através daquelas canetas conseguimos verificar se o dinheiro é falso”, explicou a comerciante que preferiu não se identificar.

Ela também detalhou como os criminosos agem e disse que eles normalmente utilizam cédulas de maior valor, especialmente as de R$ 100,00. “Eles fazem pequenas compras. ‘Gastam’, no máximo, R$ 20,00. Ou seja, além da mercadoria, ainda recebem R$ 80,00 de verdade. Aí nós ficamos com um pedaço de papel que não vale nada.”, lamentou.

Um técnico em refrigeração do município relatou que recebeu uma cédula falsa depois de prestar serviço em uma residência no centro da cidade. “Recebi uma cédula de R$ 50,00. Mas tenho certeza que a pessoa que me pagou não sabia que o dinheiro era falso. Ela havia recebido um valor razoável durante um evento. Esta pessoa também foi vítima”, ressaltou o técnico que se identificou apenas por Francisco.

O Banco Central informa que é importante verificar a marca d’água, e também o papel, para descobrir se a nota é falsa. A cédula verdadeira possui as letras em alto-relevo.

A competência para apurar este tipo de crime pertence à Polícia Federal. Contudo, as vítimas podem registrar boletim na delegacia local, depois, as informações serão repassadas à instituição policial responsável pelas investigações.

Fonte: Portal Altos





Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco