Concurso da PM ajuda a movimentar economia de cidades

Autor: Luis Silva

Publicada em


concurso da Polícia Militar está movimentando a economia das cidades que vão receber as provas. Além dos cursinhos e academias, que se beneficiam da preparação dos candidatos para as avaliações, os hotéis também se perceberam um aumento na procura.

“Nós fechamos com dois grupos grandes, um de Alagoas e outro do Maranhão. Eles pagaram antecipado e reservaram o auditório para fazer, acredito eu, um aulão antes da prova”. Explica a empresária Kátia Neves, dona de um dos estabelecimentos. Os grupos têm entre 50 e 70 pessoas.

Já quem está dando aulas preparatórias, diz que o trabalho não para. “De domingo a domingo, de manhã, de tarde e de noite”, conta o professor Victor Gutierres. “Da para agente fazer uma renda a mais, com certeza”, completa.

No concurso, são 1 mil vagas para soldados e 40 vagas para oficiais,com salários que chegam a R$ 9 mil. As provas estão programadas para o dia 11 de março em cinco cidades: Palmas, Araguaína, Gurupi, Arraias e Araguatins.

Durante o curso de formação, os aprovados para os cargos de oficiais vão receber R$ 4.499,52 e os soldados R$ 2.215,10. Na seleção haverá prova intelectual, exame de capacidade física, avaliação psicológica, avaliação médica e odontológica, e investigação social.

As provas intelectuais serão objetivas, de múltipla escolha, dissertativa. Vão avaliar língua portuguesa, raciocínio lógico e matemática, atualidades e conhecimentos regionais, noções de direito, noções de informática e normas da PM. Também haverá redação. No total, serão 60 questões que somarão 100 pontos.

Para soldado, o candidato deverá obter o mínimo de 50% de acerto, tendo pelo menos um ponto em cada disciplina. Já para oficial, a pontuação mínima será de 60% de acerto, tendo pelo menos um ponto em cada disciplina para ser aprovado para a segunda etapa do certame.

Fonte: G1

 

Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco