Delegacia de José de Freitas está em greve e pode lacrar as portas

Autor: Luis Silva

Publicada em


F. Mendes para o Realidade em Foco

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Piauí (Sinpolpi) paralisam as atividades por tempo indeterminado em todo o estado desde o dia 3 de abril, mas os atos de reivindicação podem ficar mais intensos nos próximos dias, inclusive com ‘lacre’ da Central de Flagrantes e várias delegacias Estado do Piauí.

De acordo o presidente do Sinpolpi, Constantino Júnior, com a paralisação estão suspensas as investigações criminais e serviços de registros de ocorrências, com exceção de casos de homicídio, latrocínio, estupros e crimes violentos contra crianças e idosos. Em José de Freitas, várias boletins de ocorrências deixaram de ser registrados devido a paralisação da Policia Civil.

Constantino comentou sobre o fechamento da Central de Flagrantes em Teresina. “Aqui em Teresina realmente nós temos uma resistência na Central de Flagrantes, a pressão lá é muito grande, a gente tá organizando um fechamento da Central, provavelmente na próxima semana, nós vamos radicalizar na Central.  Os companheiros lá tem dito que apoia o movimento e se a categoria realmente atender nosso chamado, nós vamos fechar a Central na próxima semana”, explicou o gestor.

 

Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco