Ex-prefeito de José de Freitas fala que vai expulsar de festa em sua casa, pessoas consideradas “traíras ou traidores”

Autor: Luis Silva

Publicada em


O ex-prefeito ainda afirma que espera que na sua festa, que é aberta ao público, só compareçam aqueles que se identifiquem como “amigos do Robert Freitas”. Em nítida postura arrogante e antidemocrática o ex-prefeito se refere de forma debochada às quase quinze mil pessoas que votaram no prefeito Roger Linhares, quando as qualifica como “BABÕES” da atual administração.

Em suas palavras o mesmo afirma que a presença desses supostos babões, que são todos aqueles que não são Robert Freitas, o deixarão insatisfeito, fazendo em seguida um apelo pelo não comparecimento, vez que tal situação o forçaria a passar o dissabor de tomar outras atitudes, isto é, expulsar a pessoa da festa.

O mundo atual não comporta mais este tipo de comportamento social, calcado na intolerância e no preconceito, onde aqueles que concordam com o sujeito são os bons e os que discordam são todos maus.

Num sentido político e social, intolerância é a ausência de disposição para aceitar pessoas com pontos-de-vista diferentes.

A intolerância pode estar baseada no preconceito, podendo levar à discriminação. Formas comuns de intolerância incluem ações discriminatórias de controle social, como racismo, sexismo, antissemitismo , homofobia, heterossexismo, etaísmo (discriminação por idade), intolerância religiosa e intolerância política. Todavia, não se limita a estas formas: alguém pode ser intolerante a quaisquer ideias de qualquer pessoa.

RF

O áudio tão apenas revela incongruência e dicotomia, vez que no início das palavras o ex-prefeito afirma que só deseja paz e tranquilidade, mas ao final revela toda a intolerância já conhecida pela população freitense. Intolerância é um verdadeiro contrassenso aos conceitos de paz e tranquilidade social.

De todo modo, o melhor a fazer é se resguardar, visto que durante a festa qualquer pessoa pode ser inconvenientemente taxada de traíra ou traidora e, no meio dos lobos enfurecidos pela angústia da não aceitação da derrota, ser lançada à fogueira, como se faziam com as supostas bruxas no tempo medieval.

É, o mundo mudou…

Ouçam o áudio:

Fonte: Saraiva Repórter

 

 

 






Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco