BUSQUE NO REALIDADE EM FOCO
Postado em: 13/04/2017

Filho acusado de espancar e ameaçar a mãe de morte em José de Freitas é preso e autuado

preso

O metalúrgico Fernando da Cunha Santiago, conhecido por “Já Morreu”, 34 anos, que segundo a polícia é usuário de drogas e de bebidas alcoólicas foi preso e autuado em flagrante no final da tarde desta quarta-feira (12 de abril de 2017), na cidade de José de Freitas-PI, acusado de ameaçar de morte e de agredir fisicamente a sua própria mãe Maria de Jesus Cardoso da Cunha, de 57 anos, que relatou ao delegado Jarbas Lima ter medo de ser morta pelo filho.

No depoimento prestado ao delegado Jarbas Lima, dona Maria de Jesus contou que já foi agredida várias vezes pelo filho Fernando Santiago, que ele já lhe ameaçou de morte várias vezes e que já vendeu objetos de sua residência para comprar bebidas alcoólicas.

Maria de Jesus acrescentou ao delegado Jarbas, que sofreu as agressões quando estava em sua residência na Rua José Maria Santiago, nº 255, no bairro Ipiranga, por volta das 15h30min desta quarta-feira (12), quando então, por não suportar mais a violência que vem sofrendo por parte de Fernando Santiago chamou a Polícia Militar para efetuar a sua prisão. De acordo com o delegado Jarbas, a dona de casa Maria de Jesus ficou com lesões após sofrer as agressões do próprio filho. A vítima acrescentou ainda em seu depoimento à Polícia Civil, que o filho além de agredi-la, xinga “Jesus e Deus”. “Eu não aguento mais o meu filho morar comigo, quero internar ele em uma clínica de recuperação”, falou dona Maria de Jesus em seu depoimento.

De acordo com informações prestadas pelo delegado Jarbas, o suspeito Fernando da Cunha Santiago, vulgo “Já Morreu”, quando chegou à Delegacia de José de Freitas estava meio “doidão” e negou as agressões contra a mãe Maria de Jesus Santiago. Ele disse que não se lembra de nada e que não teria agredido a mãe, que afirmou em seu depoimento que há muito tempo vem sofrendo agressões por parte do filho.

Fernando da Cunha Santiago foi autuado em flagrante por crime de violência doméstica e o delegado Jarbas Lima arbitrou a sua fiança em dez salários mínimos, que equivale a 9 mil e 370 reais. Como Fernando ainda não conseguiu esse valor para pagar a fiança, ele continua recolhido em uma das celas da Delegacia da Polícia Civil de José de Freitas, aguardando decisão judicial.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *