FMS de Teresina publica edital de processo seletivo com 66 vagas - Realidade em FocoRealidade em Foco | Notícias de José de Freitas e Região
BUSQUE NO REALIDADE EM FOCO
Postado em: 05/09/2015

FMS de Teresina publica edital de processo seletivo com 66 vagas

concurso

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) publicou nesta sexta-feira (28) no Diário Oficial do Município o edital do processo seletivo para 66 vagas em diversas categorias, que vão atuar temporariamente na atenção básica de Teresina. As inscrições começam na segunda-feira (31) e seguem até o dia 18 de setembro.

 

O processo seletivo será realizado sob a responsabilidade do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe). Serão ofertadas 18 vagas para o cargo de assistente técnico de saúde, nas especialidades de técnico em enfermagem (10 vagas) e auxiliar de saúde bucal (8 vagas). Já para as 48 vagas no cargo de técnico de nível superior as especialidades são de odontólogo ESF (8 vagas), enfermeiro ESF (10 vagas) e médico ESF (30 vagas).

 

VEJA O EDITAL

As inscrições podem ser realizadas a partir de segunda-feira (31) no site da banca examinadora e custará R$ 150 para a especialidade médico ESF, R$ 100 para odontólogo ESF e enfermeiro ESF, e R$ 60 para as técnico em enfermagem e auxiliar de saúde bucal.

Os candidatos aprovados serão lotados em Teresina, de acordo com as necessidades da Fundação Municipal de Saúde (FMS). “Estas vagas são para cargos temporários, em caráter de substituição de profissionais que se encontram em licença por mais de 30 dias”, explicou o presidente da FMS, Luciano Nunes.

O concurso será realizado em duas etapas. A primeira consiste em uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com realização prevista para o dia 11 de outubro, das 9h às 13h. Com duração de quatro horas, será do tipo múltipla escolha, com cinco alternativas e uma única resposta correta, num total de 50 questões. A segunda etapa será uma avaliação curricular de caráter classificatório, tendo como objetivo valorar a formação acadêmica e a experiência profissional.

Luciano Nunes afirmou que os serviços públicos de saúde possuem caráter essencial, não podendo sofrer solução de continuidade ou redução na abrangência dos atendimentos. Por isso a necessidade de fazer frente à demanda ocasionada por afastamentos temporários de servidores da área fim da FMS, que não podem ser suplantados por ocupantes de idênticos cargos, sem prejuízo na prestação dos serviços.

“É necessário que estes profissionais substitutos sejam apontados mediante critérios objetivos de escolha, para promover uma seleção justa e honesta”, disse o presidente.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *







Realidade em Foco

Realidade em Foco