Garota é morta e jogada em cisterna após estupro

Autor: Luis Silva

Publicada em


A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira dois homens suspeitos de terem estuprado e espancado duas adolescentes na madrugada de quarta, em Capistrano, no interior do Ceará. Uma delas, Luciana Nogueira de Brito, de 17 anos, foi morta e jogada em uma cisterna. Outros três menores que também estavam envolvidos no crime, segundo a polícia, foram apreendidos e apresentados a promotores de Justiça.

A amiga de Luciana, de 16 anos, conseguiu fugir após ter sido violentada. A jovem prestou depoimento nesta sexta-feira e afirmou que ambas moravam em Baturité, município próximo a Capistrano, e saíram para “curtir” a cidade vizinha noite de quarta.

Três do cinco suspeitos de estupro coletivo
Três do cinco suspeitos de estupro coletivo

Segundo a polícia, as meninas encontraram cinco homens – dois adultos e três menores – com quem beberam e usaram cocaína em um túnel localizado em uma região erma da cidade. O inspetor de Polícia Civil da Delegacia de Baturité Moacir Viana afirmou que o local é normalmente utilizado para o uso de drogas e que, de lá, os homens levaram as vítimas para um matagal, onde tentaram ter relações sexuais com elas.

De acordo com Viana, Luciana teria resistido à tentativa dos criminosos, o que fez com que eles a estuprassem, espancassem com pauladas e, posteriormente, matassem-na. “Por volta das 4 horas, uma delas conseguiu fugir para buscar ajuda. Quando a polícia chegou ao local, já por volta das 8 horas de quinta-feira, Luciana estava morta dentro de uma cisterna”, afirmou o policial.

Na quinta-feira, a vítima reconheceu os suspeitos: são eles Jonh Lenon dos Santos Barbosa, de 20 anos, e Sebastião Pinto de Almeida Santos, de 28 anos, e os menores F.I.X, de 14 anos, F.A.C, de 17 anos, e R.E.O.R, de 15 anos.

Fonte: Veja






Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco