Governo diz que não há mais risco da Barragem do Bezerro romper

Autor: Luis Silva

Publicada em


O Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi) garantiu no final da tarde  desta quarta-feira (11 de abril de 2018) que a infiltração identificada na parede do reservatório da Barragem do Bezerro, em José de Freitas-PI, cessou e diminuiu a pressão sobre a estrutura.

De acordo com o instituto, a sangramentagem do volume da água foi essencial para a diminuição do volume de água na represa, que chegou a cair mais de 60 centímetros nos últimos dias.

O diretor do Idepi, Geraldo Magela, afirma que a situação está sob controle. “A situação atual não apresenta mais o risco de rompimento, isso se deu como resultado da ação emergencial executada pelo Idepi. Vamos continuar com equipe monitorando e executando trabalhos de restauração”, garantiu Magela.

Para o trabalho de restauração permanente da infiltração da parede da represa, o Idepi conta com a consultoria da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na área de mecânica especializada para este tipo de estrutura. Um laudo técnico deverá ser concluído nesta quinta-feira (11).

Mesmo com a situação controlada, a previsão para os próximos dias é de volume considerável de chuvas para a Região Norte do Piauí, o que deixa as autoridades em alerta para a permanência dos cuidados de evacuação. “A barragem continua sobre monitoramento por mais algum período. As pessoas devem continuar seguindo às orientações da Defesa Civil e dos Bombeiros”, alerta Magela.

Veja os dados atualizados:

582 pessoas desabrigadas em cinco cidades (José de Freitas/Barras/Cabeceira/Esperantina/Batalha);
191 famílias resgatadas;
60 cm – baixou nível das águas na Barragem do Bezerro;
PI-113 – parcialmente interditada no km 9 próximo a Santa Teresa;
Trecho entre José de Freitas e Cabeceira – sem interdição
12 municípios em estado de emergência no Piauí – seis cidades devido as águas da Barragem do Bezerro.

Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco