José de Freitas terá até 2018 para apresentar o Plano de Mobilidade Urbana

Autor: Luis Silva

Publicada em


Os prazos da Mobilidade Urbana foram prorrogados. O projeto de lei nº 22/2016, da Câmara Federal, propõe a apresentação do Plano de Mobilidade Urbana no prazo de três anos, para municípios com população acima de 20 mil habitantes, como é o caso de José de Freitas.

De acordo com a legislação, o plano de mobilidade deve ser integrado ao Plano Diretor do Município e contemplar os seguintes serviços: de Transporte público coletivo; Circulação viária; As infraestruturas dos Sistemas de Mobilidade Urbana; Acessibilidade; A operação e o disciplinamento do transporte de carga na infraestrutura viária; Polos geradores de viagens; Locais para estacionamentos públicos e privados; Áreas e horários de acesso e circulação restrita ou controlada; além dos mecanismos e instrumento de financiamento do transporte público coletivo e da infraestrutura de mobilidade urbana.

3caaab0a-9f67-4631-94aa-0eead02bb420

No caso de José de Freitas, as principais ações do Plano de Mobilidade Urbana devem considerar: – Democratizar o espaço público. Isso envolve promover e facilitar os meios não motorizados de transporte, como deslocamento a pé e por bicicleta, e favorecer o acesso para idosos, gestantes e pessoas com algum tipo de deficiência. Ou seja, investir em manutenção das vias, calçada e ciclovias; – A operação e o disciplinamento do transporte de carga na infraestrutura viária; Locais para estacionamentos públicos e privados; – Áreas e horários de acesso e circulação restrita ou controlada.

7

As mudanças em José de Freitas passam pela mobilidade urbana da cidade, que está meio complicada, inclusive, causadora de muitos acidentes no centro da cidade.

3 2 5 14






Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco