Jovem diz que matou esposa de seu amante em União por vir recebendo ameaças

Autor: Luis Silva

Publicada em


A jovem Samila Alves, de 24 anos, confessou para o delegado Ricardo Moura, que matou a facadas na manhã desta terça-feira (8 de janeiro de 2019), na cidade de União-PI, a mulher Domingas Silva, de 41 anos, porque tem um relacionamento amoroso com o marido de Domingas e esta estaria lhe ameaçando de morte.

Samila Alves confessou o assassinato de Domingas Silva.

O delegado Ricardo Moura informou que Samila disse ter matado Domingas sozinha, que não teve a participação de outra pessoa. Ela abandonou a faca usada no crime, próximo ao local do ocorrido, a qual foi apreendida pela polícia e encaminhada ao Instituto de Criminalística de Teresina para ser periciada. Samila foi presa na casa do avô, que fica próximo à residência da vítima Domingas Silva.

Domingas Silva foi morta na porta de sua residência na cidade de União-PI.

A suspeita Samila Alves relatou que passou a receber ameaças depois que Domingas descobriu que ela estava tendo um caso amoroso com o seu marido. “Ela disse que Domingas viva fazendo ameaças e querendo que ela terminasse o relacionamento e que cansou desta situação, tanto que foi cobrar da esposa a tranquilidade almejada, mas ela foi conversar de forma mal intencionada, porque foi armada”, disse o delegado Ricardo Moura.

Faca que foi usada no crime.

Samila foi até a casa de Domingas, na Vila Nova Conquista, onde teve uma discussão que acabou no assassinato de Domingas, que teve morte imediata no local. A acusada Samila Alves foi presa pela Polícia Militar e conduzida para o 20º Distrito Policial, na cidade de União-PI, onde ela foi autuada em flagrante pelo delegado Ricardo Moura e já se encontra à disposição da Justiça.

Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco