Mentiras que os pais deveriam parar de contar para os seus filhos

Autor: Luis Silva

Publicada em


É contraditório, mas os pais exigem a verdade dos filhos a todo o momento, porém, nem sempre são espelhos de verdade para os filhos.

Vistas como “mentirinhas inocentes”, os pais contam inverdades para as crianças a cada oportunidade que têm, mesmo achando que isso não vai prejudicá-los no futuro.

Especialistas afirmam que quando se mente para uma criança, ela constrói um conceito para a mentira que foi contada, prejudicando o entendimento futuro dela para o assunto. Por exemplo, quando os pais dizem que voltam “logo” e acabam demorando, elas entendem que o “logo” é algo longe e muito demorado, conceituando a palavra desta maneira.

Conhecendo as mentiras rotineiras contadas pelos pais, separamos alguns exemplos de mentiras que os pais contam com frequência para os filhos. Ao identificar as falhas é possível mudar a postura.

“A cegonha te trouxe para casa”

A famosa história da cegonha acompanha a vida das crianças por décadas, mas até onde ela agrega para o seu filho? Especialistas indicam não contar histórias desse tipo para as crianças, mesmo sabendo que é difícil responder essas questões. Isso pode confundir a cabeça delas e deixar um abismo intelectual futuramente. Dependendo da idade, vá pontuando algumas questões sobre o nascimento e geração de um bebê, procure ser lúdico, mas evite contar mentiras.

“Não faça isso porque o homem do saco vai te pegar”

Muitos pais acham mais fácil recorrer a personagens “medonhos” ao invés de repreender e educar. Além do “homem do saco”, os pais citam a polícia, “Bicho-Papão” ou “Lobo Mau”, quando as crianças estão prestes a aprontar ou fazendo malcriação. Especialistas repudiam esse tipo de mentira, pois o ideal é que os pais imponham limites aos filhos, sem precisar recorrer a personagens fictícios para conseguir respeito.

“Diga que não estou”

Essa mentira é clássica dos pais, geralmente usada quando não querem atender ao telefone ou alguém no portão de casa. Mesmo não sendo uma mentira para o seu filho, está ensinando-o a mentir e enganar, o que é um péssimo exemplo na formação dos valores do seu fruto.

“Prometo que te levo ao parque no final de semana”

Se você pretende ter um filho verdadeiro e que cumpre com as promessas que assume, é o momento de começar a cumprir as promessas que faz a ele. Os exemplos de valores e moral devem partir de casa, então leve a sério esses pontos, pois são fundamentais para o desenvolvimento do seu pequeno.

“Não vou comprar porque não tenho dinheiro”

Às vezes você até tem dinheiro, mas não quer comprar, então é melhor ser realista e informar ao filho que não é o momento de adquirir algo novo. É melhor conversar e explicar a situação, assim o pequeno não ficará confuso caso veja dinheiro em sua carteira. Sabemos que não é fácil educar, mas queremos criar filhos maravilhosos para o mundo, então à dedicação e exemplo deve começar de casa, não é mesmo!?

Fonte: MSN

Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco