Piauí possui a menor taxa de assassinatos do nordeste, diz anuário

Autor: Alexandre Gomes

Publicada em


O Piauí ainda tem a menor taxa de homicídios do Nordeste

O 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgou dados relacionados à segurança do país. A publicação, que analisa dados de registros policiais e verifica os índices de criminalidade, registrou um aumento de 181,81% do investimento em segurança pública do Piauí. A despesa em segurança per capita passou de R$ 77,60 para R$218,12 por habitante, quando comparado a 2015, sendo registrado um aumento de 506% na área da Defesa Civil e 206,82% nas demais subfunções.

Para o Secretário de Segurança Pública, Cap. Fábio Abreu, esse resultado já era esperado. “Essa foi a primeira meta do governo do Estado: dar prioridade para a segurança pública. Isso foi desenvolvido a partir de 2015, bem como por meio de emendas parlamentares. Eu acredito que o aumento será maior ainda quando forem comparados os dados de 2017. É um aumento significativo de 181% e é muito importante para nós”, comemorou.

Secretário de Segurança do Piauí (Crédito: Efrém Ribeiro)
Secretário de Segurança do Piauí (Crédito: Efrém Ribeiro)

Piauí é 2º lugar na qualidade de dados criminais

A pesquisa realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontou a alta qualidade dos dados estatísticos produzidos pela Secretaria De Segurança Pública do Piauí, que alcançou o 2º lugar na transparência dos dados criminais.

A qualidade dos dados coletados comprovada pelo Anuário, também foi possível graças ao sistema criado pelos profissionais de Tecnologia da Informação da SSP-PI, o SIMCVLI – Sistema de Monitoramento dos Crimes Violentos Letais Intencionais. É um sistema web que permite o monitoramento de todos os homicídios do estado do Piauí.

O delegado João Marcelo Brasileiro, responsável pelo Núcleo Central de Estatística e Análise Criminal, aponta que o diferencial do Piauí é enxergar cada homicídio como objeto de estudo e não como apenas um número. “

Taxa de assassinatos de mulheres diminuiu 19,4%

Ainda de acordo com a publicação, em 2016, o Piauí reduziu em 19,4% a taxa de assassinatos de mulheres. Em 2015, o índice era de 4,1% e caiu para 3,3% em 2016. O Piauí possui a 2º menor taxa no Brasil.

Thaís Paz, delegada coordenadora do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Violência de Gênero, revela que desde o princípio houve uma preocupação com a qualidade dos dados estatísticos, já que por meio deles foi possível detectar as características dos crimes que envolvem violência contra a mulher, como por exemplo, quando e em que horário esses crimes acontecem, perfil da mulher violentada e instrumentos utilizados.

“Estudando esses dados, podemos aplicar políticas públicas para conseguir reduzir todos os tipos de crimes violentos contra as mulheres, como o Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça e o Núcleo Investigativo do Feminicídio, além do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Violência de Gênero e o Plantão de Gênero”, detalhou a delegada.

Piauí possui a menor taxa de assassinatos do nordeste

O Anuário registrou uma taxa de 21,92 assassinatos por 100.000 habitantes. O Piauí possui a menor taxa do Nordeste, e a 5ª menor do Brasil. O ritmo continua em 2017, uma vez que houve um recorde de redução no mês de setembro, outubro continua com poucas ocorrências e a meta é finalizar o ano com uma redução de 12% a 15%.

“Conseguimos reduzir a taxa de assassinatos com uma série de medidas tomadas desde o início da gestão. Declaramos estado de emergência e a Força Nacional veio para o nosso estado e desenvolvemos técnicas focadas nos principais locais. Podemos destacar o levantamento que foi feito para agirmos onde as manchas criminais eram mais incidentes, como era o caso do Satélite e do Promorar. Esse trabalho fez com que conseguíssemos reduzir bastante o índice e a redução maior virá em 2017”, afirmou Fábio Abreu.

Fonte: Portal Meio Norte





Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco