Polícia apura denúncia em que menor exibe armas de fogo na web

Autor: Luis Silva

Publicada em


Nesta terça-feira (16/05), policiais da Força Tática do 1º Batalhão foram apurar uma denúncia de que uma menor de idade estaria exibindo armas de fogo nas redes sociais. De acordo com o sargento Francinaldo, as imagens da adolescente M. de 14 anos, se espalharam na internet e a polícia tomou conhecimento, se deslocando até a Vila Jerusalém, na zona Sul de Teresina para realizar a apreensão.

“A gente recebeu essas imagens através das redes sociais e automaticamente o capitão Sousa Marques pediu providências porque isso é na nossa área. A gente não aceita esse tipo de de comportamento, essas pessoas que usam menores para poder usar drogas e colocar armas nas mãos deles, porque dificilmente serão presos e posteriormente serão colocados em liberdade”, disse.

No último domingo ocorreu um tiroteio durante uma briga de gangues entre jovens da Vila Costa Rica contra os jovens da Vila Jerusalém. A suspeita é de que a menor estaria envolvida no fato.

Segundo Alexsandra, mãe da garota, a jovem já foi expulsa de casa pelo comportamento rebelde. “Ela já veio para o mundo do crime agora, ela veio se envolver com esse tipo de gente agora, ela não era desse jeito, era estudante. Agora não quer estudar mais. Realmente ela morava comigo mas eu mandei ela embora, eu sou errada mas jamais vou querer que minha filha seja igual a mim. So vim ver essa arma na foto, vi ontem, parece que as pessoas que foram presas no tiroteio do comigo são conhecidas dela, mas ela não foi presa e eu não sabia que ela tinha arma. Eu já fui presa várias vezes por tráfico, isso eu não minto, mas eu não quero isso para nenhum dos meus filhos, ela mora com a avó, a avó dela mandou para cá, mas não adiantou de nada, agora não sei para onde ela foi. Eu fico triste, mas se ela quer isso não vou poder fazer nada”, disse.aa

Na operação, policiais encontraram várias drogas escondidas dentro de um sofá antigo. “Nós avistamos elementos sentados nesse sofá no meio da rua, assim que viram a viatura correram. Foram encontradas muitas pedras de crack, eles usavam o sofá como ponto de venda. Nós não vamos permitir que isso venha se alastrar nessa região”, declarou.a

Fonte: MN






Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco