Rodrigo Martins é o único deputado piauiense a dizer “não” à cobrança por cursos em universidades públicas

Autor: Luis Silva

Publicada em


Oito deputados federais do Piauí votaram a favor da PEC 395/14, que autoriza universidades públicas e institutos federais a cobrar por cursos de extensão e pós-graduação lato sensu (especializações).

Foram 304 votos favoráveis e 139 contrários, mas eram necessários 308 votos “sim” para aprovar a proposta, que será agora arquivada.

Rodrigo Martins (PSB) foi único contrário à proposta que autoriza as universidades públicas e institutos federais a cobrar por cursos de extensão e pós-graduação lato sensu.

deputados-6

Os demais votaram sim: Assis Carvalho (PT), Átila Lira (PSB), Heráclito Fortes (PSB), Iracema Portella (PP), Júlio César (PSD), Mainha (PP), Marcelo Castro (PMDB) e Paes Landim (PTB).

A proposta autorizava a cobrança pelos cursos a critério de cada universidade. Pelo texto, programas de residência e formação de profissionais da área de ensino não poderiam ser cobrados.

91

Apoiado em José de Freitas pelos vereadores Dante Freitas e Roberval Carvalho, Rodrigo Martins têm destinado verbas à Saúde para a aquisição de equipamentos no hospital, além de visitar constantemente a cidade, participando de suas festividades e cobrando melhorias quanto ao repasse de verbas estaduais e federais.





Cidades           

Realidade em Foco

Realidade em Foco