José de Freitas/PI,  11 de dezembro de 2019
 
29 de novembro de 2019 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

Corpo de Gugu Liberato é sepultado em São Paulo

Depois de 24 horas de velório aberto ao público e a comoção de amigos e familiares, o corpo do apresentador Gugu Liberato foi sepultado por volta do meio dia desta sexta-feira 29 no cemitério Gethsêmani, no bairro do Morumbi, zona sul de São Paulo. Familiares e amigos mais próximos deram o último adeus em meio ao grito de “Força, família”, entoado pelos fãs que acompanhavam a cerimônia. O irmã de Gugu, Amandio Liberato, acompanhou tudo de longe, sentado em um banco no entorno da campa e visivelmente abatido.

O corpo do apresentador seguiu para o cemitério em um cortejo em carro aberto do Corpo de Bombeiros. Uma carreata de cerca de 300 taxistas acompanhou o trajeto, em uma última homenagem ao apresentador, que fez sucesso com o quadro “Táxi do Gugu. João Augusto Liberato, o primogênito, fez o percurso no carro dos bombeiros.

Comandado por uma equipe de elite de sete profissionais – que estiveram envolvidos em grandes operações como os incêndios do edifício Andraus (1972), Joelma (1974), e mais recentemente, no desabamento do prédio no Largo do Paissandu, em 2018 – o trajeto partiu da Alesp, onde o velório se estendeu por toda a noite, pela Avenida Brasil, e seguiu pela Avenida Rebouças, região central da cidade, passando pela Avenida Francisco Morato, na zona oeste de São Paulo, Rua Manoel Jacinto e Rua Dr. Silvio Dante Bertacci.

O cortejo chegou ao cemitério por volta das 11h15, uma hora e vinte minutos depois de deixar a Alesp. No local, centenas de fãs aguardavam para dar um último adeus. Enquanto a urna funerária seguia em direção ao jazigo, o público entoava o canto de “ei, Gugu, já disse que te amo hoje?”, que se tornou popular nas homenagens póstumas ao apresentador.

Fonte: Veja


Comentários

icone Facebook