José de Freitas/PI,  17 de janeiro de 2022
 
21 de dezembro de 2021 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

Corpo do soldado Erinaldo é sepultado sob forte comoção no Município de José de Freitas

FOTOS: REALIDADE EM FOCO

Sob forte comoção de familiares, amigos e companheiros de farda, foi sepultado no final da tarde da última segunda-feira (20 de dezembro de 2021), na localidade Crioli, a 10 km da cidade de José de Freitas-PI, o corpo do soldado-PM Erinaldo Alves da Silva, que nasceu e se criou na Rua 7 de Abril, no bairro Cidade Nova, na cidade de José de Freitas-PI, e que foi morto a tiros, na noite do último domingo (19 de dezembro de 2021), no bairro Mocambinho, na Zona Norte de Teresina-PI.

O soldado Erinaldo Alves da Silva que era formado em matemática pela Universidade Federal do Piauí foi morto a 500 metros do bar do Lorim, onde ele esteve bebendo com um amigo.

IO corpo do soldado Erinaldo, que além de familiares, deixou muitos amigos, depois de ser periciado no local do crime, foi removido para o IML de Teresina, onde foi submetido a exames e em seguida foi trasladado para a cidade de José de Freitas, que fica a 48 km de Teresina, sendo velado na residência de seu pai Zé Pacifico, na Rua 7 de Abril, e no final da tarde de segunda-feira (20 de dezembro) em um carro funerário escoltado por viaturas do 6º BPM-PI e da Guarda Municipal foi levado até o cemitério da localidade Crioli, onde aconteceu o sepultamento sob forte comoção.

O comandante do 18º BPM-PI, na cidade de Água Branca-PI, capitão Oliveira, onde o soldado Erinaldo era lotado e que no dia em que foi assassinado estava de folga, compareceu a cidade de José de Freitas-PI, onde prestou as últimas homenagens ao militar, tanto na residência de seus pais no bairro Cidade Nova, como durante o sepultamento na localidade Crioli.

O crime

De acordo com o delegado Francisco das Chagas Santos Costa, o Barêtta, que é coordenador do DHPP que investiga o crime, um amigo da vítima e uma testemunha informaram que Erinaldo Alves bateu em uma motocicleta e que logo após o acidente, o suposto proprietário da moto foi atrás do policial.

“Ele estava com um amigo bebendo, passou a tarde e a noite lá. Ao sair, segundo informações do amigo dele e de uma testemunha, ele deu uma ré brusca no carro e uma moto caiu. Acho que ele não percebeu e foi embora”, contou o delegado.

“O carro estava realmente arranhado no lado onde isso aconteceu. O suposto dono da moto pegou ela e levantou. Montou e em seguida foi atrás do policial Erinaldo. A 500 metros houve os disparos de arma de fogo”, completou Barêtta.

O suspeito realizou dois disparos de arma de fogo. Um deles atingiu o para-brisa dianteiro do veículo e outro na face, na altura do nariz do policial, que não resistiu ao ferimento e morreu ainda no local.

“Estamos aguardando o laudo pericial que vai dizer toda a dinâmica, que vai dizer se ele foi lesionado ainda dentro do carro ou se ele estava em pé, pois a trajetória [da bala] dá toda essa dinâmica do que aconteceu”, explicou o delegado Barrêtta.

Barêtta explicou que a briga de trânsito é a principal via de investigação, mas que mesmo assim, todas as possibilidades serão apuradas.

“Isso que vamos ver [se foi somente uma briga de trânsito], se isso foi o suficiente para tirar a vida desse rapaz. Estamos investigando, já despachei para equipe da DH Norte e acredito que nas próximas horas vamos ter a identificação desse suspeito”, destacou o delegado.

FONTE: SARAIVA REPÓRTER


Comentários

icone Facebook