José de Freitas/PI,  24 de setembro de 2020
 
26 de agosto de 2020 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

DHPP investiga caso de dupla morta pela PM; confundidos com assassinos de soldado

Dois jovens foram mortos durante o confronto com a Polícia Militar no dia 24 de julho. Eles eram suspeitos de assassinar o soldado Lídio Roberto de Sousa durante um assalto na Zona Norte de Teresina. Acontece que os dois verdadeiros autores do crime, dois menores, foram apreendidos pela Polícia Civil nesta terça-feira (25/08).

Lucas Rafael Santos, de 17 anos de idade, e o outro, identificado apenas como Pedro, conhecido como ‘Pedim’, maior de idade, foram mortos após confronto com a polícia no bairro Monte Verde, também na Zona Norte da capital.

Eles chegaram a ser encaminhados para o Hospital de Urgência de Teresina, mas não resistiram e morreram. Os dois já tinham várias passagens pela polícia por assaltos e fariam parte de uma facção. Eles eram considerados o terror da Zona Norte da capital.

O caso da morte deles é investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia Militar não se manifestou até o momento sobre o caso.

Apreensão dos adolescentes

Dois adolescentes foram apreendidos nesta quarta-feira (25/08) suspeitos de assassinarem o soldado Lídio, da Polícia Militar, durante um assalto no dia 22 de julho deste ano no bairro São Francisco, Zona Norte de Teresina.

O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e um dos menores foi reconhecido por pessoas próximas a ele, que o reconheceram no vídeo do assalto, além das roupas que usava no crime.

Um dos adolescentes foi apreendido no bairro Buenos Aires, na Zona Norte de Teresina e o outro em Timon (MA).

Eles têm 16 e 17 anos e várias passagens pela polícia. Os dois confessaram o crime e o que atirou não demonstrou arrependimento, diz que atirou porque a vítima ia reagir.

Os dois menores estão à disposição da justiça e segundo o DHPP, não há dúvida sobre a autoria do crime.

Os dois jovens que foram mortos em confronto com a polícia dois dias após o crime não tinham envolvimento com este latrocínio.

Sobre o caso
O policial militar do Piauí, Lídio Mesquita, foi morto a tiros, na tarde desta quarta-feira (22/07), em um assalto na Rua Londrina, Vila São Francisco, próximo ao bairro Mocambinho, Zona Norte de Teresina.

O militar estava de moto quando foi abordado por dois homens a pé que chegaram anunciando o assalto. Durante a ação eles disparam contra o PM que foi atingido na região da cabeça.

Após o disparo, os suspeitos fugiram com a motocicleta do militar. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, mas o policial não resistiu ao ferimento e morreu ainda no local. A vítima era lotada no 13º Batalhão da Polícia Militar.

Informações preliminares indicam que a dupla abandonou a motocicleta roubada no bairro Santa Maria da Codipi.

Fonte: 180graus


Comentários

icone Facebook