José de Freitas/PI,  24 de setembro de 2020
 
17 de agosto de 2020 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

Diretor da Hydros se reúne com prefeito de José de Freitas e garante que canteiro de obra da Barragem do Bezerro terá início nesta semana

O empresário Paulo Marcelino (Diretor da Construtora Hidros) que é a empresa que está responsável pela recuperação da Barragem do Bezerro, em José de Freitas, no Piauí, se reuniu neste dia 17 de agosto de 2020 com o prefeito de José de Freitas-PI, Roger Linhares (Progressistas) e, na ocasião, avaliaram o projeto de restauração da barragem e conforme o que foi discutido está previsto para ainda nesta semana ter início o canteiro de obras da barragem, que ameaçou rompimento no dia 8 de abril de 2018.

O prefeito Roger Linhares durante a reunião com o diretor da construtora responsável pela recuperação do paredão da barragem do Bezerro e do sangradouro estava acompanhado do ex-prefeito de José de Freitas, Ricardo Camarço; Magno Sampaio (Secretário Municipal) e do seu irmão advogado San Martin Linhares que é o atual Superintendente do Ibama no Piauí.

Senador Ciro Nogueira e o prefeito de José de Freitas, Roger Linhares.

Os recursos para a recuperação da Barragem do Bezerro foram destinados pelo senador Ciro Nogueira (Progressistas), que conseguiu junto ao Governo Federal, ainda no final de 2018 e tem uma contrapartida do Governo do Piaui. O valor do recurso destinado para investimento na barragem do Bezerro é de R$ 16.088.099,46.

A obra é para ser executada pelo Governo do Estado do Piauí, já que a barragem pertence ao Estado, sendo hoje um dos maiores pontos turísticos do Piauí.

A recuperação da barragem do Bezerro é uma das obras mais esperada pela população de José de Freitas. Com a barragem recuperada, os barraqueiros que têm comércios na margem da barragem vão poder vender os seus produtos e a barragem vai receber turistas de várias cidades como acontecia anteriormente.

Em abril de 2018 quando a barragem do Bezerro ameaçou rompimento, várias famílias que moram nas suas imediações foram retiradas de suas casas. Na época, foi feito um mutirão pelos Governos Estadual, Municipal e Federal para retirar as famílias das áreas de perigo caso a barragem viesse a romper. Na época, o sangradouro da barragem foi aumentado para evitar o seu rompimento devido o grande volume de água que caia na referida barragem.


Comentários

icone Facebook