José de Freitas/PI,  15 de novembro de 2019
 
29 de outubro de 2019 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

Dois funcionários dos Correios de União são condenados por desvio de mercadorias

Onze pessoas foram condenadas por desvio de mercadorias da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT). A decisão, da 3ª Vara da Justiça Federal (JF), foi divulgada pelo Ministério Público Federal no Piauí (MPF-PI), nesta segunda-feira (28). Dessas onze, dois funcionários trabalhavam na Agência da cidade de União.

A investigação da Polícia Federal (PF) descobriu, por meio de interceptação telefônica, a existência de uma associação criminosa composta por diversos receptadores das mercadorias furtadas. De acordo com o MPF, mercadorias de grande valor, como notebooks e celulares, eram desviadas no momento da triagem e do transbordo.

Oséas de Sousa Mendes  exercia a função de operador de transporte e transbordo – OTT e Divino Vaz de Sousa trabalhava juntamente com o já citado. Eles foram condenados ao ressarcimento integral do dano em favor dos Correios, referente a celulares extraviados, além de multa equivalente ao valor de duas vezes o custo dos celulares com correções. Segundo as investigações, os envolvidos aproveitaram-se das facilidades dos cargos  para desviar os aparelhos.Os réus poderão recorrer da sentença.

Os depoimentos dos réus unionenses

De acordo com o MPF, em seus depoimentos pessoais, os réus acusam-se mutuamente, sendo que Oséas afirma que Divino teria lhe dado o aparelho celular e Divino acusa Oséas de ter-lhe presenteado com o celular que teria conseguido de brinde da operadora Claro. As contradições e acusações trocadas entre os réus só demonstram a culpabilidade de ambos os réus que tentam se desvencilhar de sua responsabilidade imputando-a um ao outro, não logrando êxito nenhum dos dois em explicar por qual razão teriam sido presenteados por um colega de trabalho. Delineada a conduta dos promovidos, verifica-se que incidiram em atos graves de improbidade administrativa.

Oséas Sousa respondeu ao processo administrativo e foi demitido.

Segundo diz o Processo:

– DOS RÉUS OSÉAS DE SOUSA MENDES e DIVINO VAZ DE SOUSA

Juntou-se ainda ao Inquérito Civil o IPL nº 782/2012-SR/DPF/PI, que apurou as condutas delituosas de extravio de celulares, imputada a dois empregados dos Correios no Piauí, quais sejam, OSÉAS DE SOUSA MENDES e DIVINO VAZ DE SOUSA. De acordo com a inicial, Oseas, na qualidade de empregado da ECT, lotado na Agência de União(PI), onde exercia a função de Operador de Transporte e Transbordo(OTT) e Divino Vaz de Sousa, carteiro na mesma agência, aproveitando-se das facilidades oportunizadas pelos cargos que exerciam, desviaram dois celulares daquela empresa pública, sendo que um deles foi encontrado na posse da filha de Oseas, Lidiane Maria Carvalho Mendes (celular HUAWEI IMEI 356717044686367) e outro em posse de ex-namorada de Divino, Maria Marcela Carvalho Melo(celular HUAWEI, IMEI 356717045010245).

Nomes de todos os Réus do Processo

Agostinho Pereira Dos Santos, Denisleide Lima De Castro Santos, Francisco Cesário Das Chagas Neto, Anderson Luis Bonfim Das Chagas, Marcelo Gomes De Sousa, Luiz Gonzaga Feitosa De Brito Filho, Josemar Carvalho Fontenelecamilo Rodrigues Ferreira Filho, Miriam Honorato De Oliveira, Oséas De Sousa Mendes, Divino Vaz De Sousa.

Com informações do G1 e MPF


Comentários

icone Facebook