José de Freitas/PI,  6 de junho de 2020
 
4 de março de 2020 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

Ex-BBB processa a rede Globo por sua expulsão

A jornalista Fábia Oliveira, do O Dia, revelou  nesta terça-feira (3) que Marcos Harter, ex-participante da décima-sétima edição do Big Brother Brasil está processando a rede Globo. O valor da causa é de R$750 mil e ele entrou com o processo por danos morais na última sexta-feira (28).

Na ação, a defesa do cirurgião plástico alega danos a sua imagem prejudicada após ter sido acusado de agredir Emilly Araújo, o que não teria sido comprovado.  Bruno Zilberman, do Vainer & Villela Advogados e responsável por sua defesa, vê um equívoco da emissora.

“Ele foi expulso do programa por ter supostamente agredido uma participante. Só que o juiz do caso criminal que a própria Rede Globo instaurou, inclusive, não aplicou a lei Maria da Penha. Ou seja, não houve agressão à mulher”, explicou Zilberman.

Vale lembrar que Emilly terminou campeã daquela edição do reality show. O advogado acredita que foi justamente ela que cometeu a agressão e não o contrário.

“Ele foi agredido pela Emilly e até reclamou no programa das unhadas dela. Então, se a emissora tinha que expulsar, deveria ser os dois e não apenas ele. A Emilly deixou passar o prazo para processá-lo criminalmente, ou seja, ela nem teve interesse em prosseguir com qualquer ação criminal contra ele”, explicou.

O valor da causa envolve 25% dos R$ 1,5 milhão que Marcos teria deixado de ganhar no reality caso fosse o campeão, e outros R$ 375 mil por danos morais. De acordo com os advogados, o cirurgião teve sua imagem totalmente manchada com seu principal público: mulheres. “Marcos é médico, cirurgião plástico e mais de 90% do seu público é de mulheres que querem melhorar as imagens delas com ele. Ele saiu do programa sendo visto como ‘agressor de mulher’, o que foi mais do que provado que isso nunca aconteceu”, sentencia o advogado. E agora?

Fonte: MSN


Comentários

icone Facebook