José de Freitas/PI,  25 de outubro de 2021
 
25 de fevereiro de 2021 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

OAB repudia ação de policial civil que ameaçou com uma arma de fogo advogado em delegacia

A Ordem dos Advogados do Brasil – OAB de Piripiri-PI, emitiu nesta quinta-feira (25) uma nota repúdio sobre o caso do Policial Militar, identificado por Ricardo, ter sacado uma arma ameaçando o advogado campomaiorense, Hartônio Bandeira em uma Delegacia em Pedro II-PI na tarde desta quarta-feira (24).

De acordo com a nota, a OAB lamenta o episódio ocorrido e reafirma incondicional apoio ao advogado, que segundo o órgão foi violado em suas prerrogativas no pleno exercício da profissão por um policial civil na Delegacia da cidade de Pedro II – Piauí.

“O advogado que se dirigiu aquela delegacia para acompanhar inquérito em andamento de seu constituinte, contudo, teve acesso negado, em um claro desrespeito ao 7º, da Lei nº 8.906/94 – Estatuto da ОАВ”, diz trecho da nota.

Ainda de acordo com a nota, a OAB de Piripiri-PI diz que considera inaceitável a violação da integridade física do advogado e enquadra na Lei de Abuso de autoridade a atitude do Policial.

“Na oportunidade, de forma inexplicável, a policial saca de sua arma e ameaça o Advogado, em clara violação às prerrogativas profissionais da Advocacia previstas na Lei. 8.906/94, bem como violação ao artigo 133 da Constituição Federal, no qual dispõe que o advogado é indispensável à administração da Justiça. Gravações de videos demonstram o abuso praticado pelo policial civil. Em total demonstração de despreparo para o exercício da função”, diz outro trecho da nota.

A OAB finalizou a nota, informando que está acompanhando o caso para garantir a apuração dos fatos bem como a responsabilização dos indivíduos envolvidos.

Sobre o Caso

O advogado campomaiorense Hartônio Bandeira postou em suas redes sociais que foi ameaçado com um revolver por um policial identificado apenas como Ricardo. O fato aconteceu na tarde de quarta-feira (24), durante uma visita do advogado à delegacia da cidade de Pedro II.

Segundo Hartônio a ida até a delegacia foi em busca de documentos junto ao delegado Adalberto Paulo, que já haviam sido solicitados em uma outra visita à delegacia no dia 18 de janeiro, quando o advogado não foi atendido. 

Ao retornar à delegacia nesta quarta-feira (24), Hartônio contou que foi barrado pelo policial Ricardo, e então iniciou-se um bate-boca. A confusão foi gravada em dois vídeos publicados por Hartônio em suas redes sociais.

Campo Maior em Foco


Comentários

icone Facebook