José de Freitas/PI,  21 de outubro de 2019
 
25 de setembro de 2019 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

Polícia prende suspeitos de matarem mototaxista a pauladas em tentativa de assalto

Na terça-feira (24/09), a Polícia Civil do Piauí em parceria com a Polícia Militar da cidade de Nazária realizou a prisão de um maior e apreensão de um menor suspeitos de matarem o mototaxista José Hilton Pereira Costa, de 51 anos, encontrado morto na manhã do último domingo, na zona rural do município de Nazária. 

De acordo com a polícia, os dois foram apreendidos na região do riacho. Segundo o coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Costa, o Baretta, os criminosos confessaram o crime e afirmaram que queriam roubar R$ 70 da vítima. 

“Os trabalhos são presididos pelo delegado Danúbio Dias, eu tenho apenas que supervisionar, eles foram identificados, localizados e presos. Os policiais tiveram todo o trabalho de fazer a dinâmica do crime, a entrevista com eles e materializar toda a ação criminosa. Eles já são conhecidos na prática de furtos e roubos na região. No dia do crime ficaram em cima de uma árvore na estrada, quando a vítima se aproximou eles entraram na frente já com as armas caseiras, levaram a vítima para o mato, a vítima pediu que eles não a matassem, que podia levar a moto, o dinheiro, mas assim mesmo eles resolveram praticar o crime. O laudo diz que a vítima sofreu traumatismo craniano por espancamento, o menor tem 17 anos e completa 18 agora em outubro”, afirmou o delegado.  

A mãe do adolescente apreendido conversou com a equipe de reportagem da Rede Meio Norte e se assustou com o crime praticado pelo filho. “Vim saber hoje, jamais imaginava uma coisa dessas, ele não tinha nenhum envolvimento com morte que eu saiba, jamais imaginei que ia chegar a tanto, eu já vim saber na delegacia por qual motivo ele estava sendo apreendido”, disse. 

O presidente da categoria dos mototaxistas, Moura Fé, agradeceu o trabalho da polícia. “A gente agradece muito o trabalho da Secretaria de Segurança que fizeram esse brilhante investigação e deram essa resposta rápida, a gente sabe que isso não vai voltar a vida do nosso companheiro, mas de qualquer forma diminui a nossa dor”, declarou.

O maior preso pelo crime relatou detalhes de como aconteceu o fato. “Eu matei  porque ele reagiu, ninguém ia fazer nada com ele não, ele tentou furar o outro, estava com uma faca, a gente ia só deixar ele no matagal e ia correr depois que roubasse o dinheiro dele, mas ele reagiu. O menor que desferiu as pauladas nele, eu só empurrei para ele cair no chão, quando ele caiu o outro bateu, deu duas pauladas, nós tiramos a roupa dele porque estava suja de sangue”, afirmou.

Fonte: MN


Tags:

Comentários

icone Facebook