José de Freitas/PI,  26 de maio de 2022
 
27 de fevereiro de 2022 Informações da Postagem: Por Luís Silva Imprimir Postagem

Sistema Meio Norte paga R$ 121,3 mil por pesquisa eleitoral do Instituto Amostragem

Paulo Guimarães e Batista Teles: pesquisa sob encomenda do Meio Norte (Reprodução)

Cerca de R$ 121,372 mil. Este foi o valor anunciado pelo Sistema Meio Norte de Comunicação pago para a pesquisa contratada junto ao Instituto Piauiense de Opinião Pública – Amostragem. A pesquisa teria sido realizada entre os dias 24 e 28 de fevereiro de 2022 e paga pelo próprio Sistema Meio Norte “com recursos próprios”. 

A pesquisa objetiva medir a percepção do eleitor quanto ao cenário político do estado do Piauí, mais especificamente no tocante ao pleito a ser realizado para governador e senador. O Meio Norte é, hoje, um sistema de comunicação totalmente focado no apoio ao governo Wellington Dias (PT). Por esta razão, poucos acreditam que a mencionada pesquisa seja paga com recursos próprios. A maioria entende  que se trata de dinheiro encaminhado pelo governo por vias tortuosas para simular resultados que beneficiam o esquema liderado pelo governador.

De acordo com o registro feito junto ao TRE/PI (Tribunal Regional Eleitoral) teriam sido entrevistados 2.000 eleitores. O número de identificação do registro é PI-08757/2022. Registro realizado em 23 de fevereiro de 2022. A divulgação será feita em 1° de março do ano em curso. Estatístico responsável: João Batista Mendes Teles.

Há uma pergunta no questionário do registro. Diz o seguinte: contratante é a própria empresa? A resposta é “não”. Diante disso, fica o questionamento. Como é que a empresa Meio Norte paga com recursos próprios uma pesquisa que não foi contratada pelo sistema? É preciso maiores esclarecimentos, sem dúvida.

Fonte: TR Notícia/Toni Rodrigues


Comentários

icone Facebook